Our Blog

Porque Inovar não é o mais importante? NoBrasil + Suzy Okamoto na Belas Artes de São Paulo

0

A convite da pesquisadora Suzy Okamoto, estaremos amanhã dia 21 de Outubro, participando de imersão com os alunos de design da Belas Artes de São Paulo. Saiba +

“Nunca a imagem se impôs com tanta força em nosso universo estético, técnico, cotidiano, político, histórico. Nunca mostrou tantas verdades tão cruas; nunca, sem dúvida, nos mentiu tanto solicitando nossa credulidade; nunca proliferou tanto e nunca sofreu tanta censura e destruição. Nunca, portanto, — esta impressão se deve sem dúvida ao próprio caráter da situação atual, seu caráter ardente —, a imagem sofreu tantos dilaceramentos, tantas reivindicações contraditórias e tantas rejeições cruzadas, manipulações imorais e execrações moralizantes. Como orientar-se em todas estas bifurcações, em todas estas armadilhas potenciais?”
Didi-Huberman

Como criar novos métodos, curar ideias e direcionar uma pesquisa que se dá num processo de deriva para a construção de uma linguagem? O que vem antes do Inovação e porque Inovar não é o mais importante?

A convite da pesquisadora Suzy Okamoto, ficamos felizes em comunicar que estaremos amanhã, dia 21 de Outubro,  participando de uma imersão com os alunos de design da Belas Artes de São Paulo. Falando sobre pesquisa criativa e curadoria de ideias X linguagem, a diretora criativa e editora do NoBrasil Diane Lima, irá ainda discutir propostas textuais produzidas pelos alunos, que com curadoria de Suzy, serão publicados aqui NoBrasil.

Essa participação celebra ainda o início das nossas atividades off line em que buscaremos, além das fronteiras da web, exercitar – seja através de um encontro para produção ou discussão textual, uma exposição ou de um evento formativo, a nossa pesquisa sobre novas formas de existência criativa através da diversidade brasileira.

E foi por partilhar das mesmas inquietações sobre como o esvaziamento da palavra Inovação vem gerando o atropelamento de processos de descobertas e de experimentações, fundamentais nos processos de design, que se deu o surgimento dessas atividades que ela agora coordena e que NoBrasil irá colaborar:  “tudo começou com um grupo de estudos formado espontaneamente por mim e por alunos de Design de Produto da Belas Artes. A idéia principal era estudar a “contemporaneidade” em concomitância ao sentido de inovação. Inovação é uma palavra chave para quem estuda design, mas é um termo desgastado e frequentemente implica em uma ideia de progresso sem auto-critica e sem um olhar para o outro. Neste contexto, que tipo de expressões culturais e comportamentos podem nos dar índices de um design do nosso tempo? Então, chegamos no ponto fundamental: o design é acima de tudo o lugar de construção das imagens (imaginário) mais do que de um mero produto funcional e necessário. O NoBrasil tem uma visão especial daquilo que vulgarmente chamamos de globalização, considera o Brasil uma nação globalizada em sua essência e história: índios, imigrantes, negros. Este é o ponto!”

Orientados pelo pensamento da arte e do design no contemporâneo, encontros como o de manhã servirão para refletir sobre novas formas de produção que possibilite pensar práticas criativas de forma ativa e crítica, como ação social e política. Apesar da atividade ser exclusiva para os alunos da Belas Artes, prometemos um resumo de tudo o que passou por lá e, em breve, mais novidades. NoBrasil mal espera para poder trocar, no ao vivo, com todos vocês.

 Colagem com obra de Anna Bella Geiger
Conecte-se no Facebook

Comments

comments