Our Blog

O Lotadão da Vila

0

Resolvemos pôr na ordem do dia o desejo antigo de contar a história da casa que mudou a cultura do hip hop de SP

por Diane Lima

Falar da cena hip hop do Brasil sem falar da Black Bom Bom é impossível. Por isso que resolvemos pôr na ordem do dia um desejo antigo e contar um pouco da história do cara que está por trás desse projeto que hospedou e hospeda por tantos anos funkeiros e mc’s e que é também, com total respeito pelo que representa, parte da família NoBrasil. Num papo reto, como já é de costume os que conhecem Flavinho, nome de batismo Flávio Pires, falamos de como surgiu a ideia de enfim colocar a Vila Madalena na rota da cena da black music de São Paulo: “Era uma época em que o Ministério Público não deixava os Racionais trabalhar com aquele preconceito das pessoas dizendo que o rap era violento…. junto com o Brown, pensamos em modificar essa história e mostrar que a distância daqui para o Capão Redondo, daqui para Pirituba ou para qualquer periferia era pouca. Que as pessoas tinham que vir pra cá, para o Jardins, para a Paulista assim como as pessoas daqui também tinham que frequentar as coisas de lá. O Black Bom Bom chegou para destravar esse preconceito ridículo e aí lançamos um modelo de festa que ao invés de divulgarmos o Racionais, chamávamos um outro Mc que fazia o convite para o Mano, o Kl Jay, o Edi Rock e Ice Blue. Apesar de muitas pessoas na época não acreditarem, a gente veio com tanta firmeza e convicção no nome da Black que fomos em frente. Graças a Deus e ao trabalho de todo mundo, a gente conseguiu fazer a casa decolar e hoje é um espaço tradicional na linha hip hop, sendo uma das primeiras a trazer o funk pancadão aqui para São Paulo”.

4pb

2

Abrindo as portas para receber as expressões e a vozes do povo das quebradas, rompendo com as barreiras e as fronteiras entre periferia e centro e colaborando para aquecer e fortalecer um mercado mais profissional para a black music, viu passar pela seus palcos quase todos os nomes do rap brasileiro, ainda que tendo que enfrentar os embates sociais e políticos já que as denúncias em forma de canção passavam a chegar enfim ao centro e portanto, cada vez mais incomodar: “no primeiro ano fiz questão de mandar várias cartas para o Ministério Público, Polícia Militar dizendo ‘olha, tá vendo?, fizemos um show de rap lá na Vila Madalena e ninguém brigou com ninguém, ninguém matou ninguém, tá tudo sob controle…’ pra provar que não era o rap que era violento, que a violência era do estado contra as pessoas e que ela estava generalizada pela cidade….”

Inteira pintada de preto, deixando revelar em neon apenas seu letreiro, é inegável a mística que envolve a casa, em que o próprio recitar do nome, nos inspira a pensar quantos modos e modas, estilos, gírias e trejeitos surgiram e desapareceram por ali. Celeiro criativo da cultura urbana de SP desde os anos 80, ficou conhecida como a bandeira número 1 da capital paulistana a levar adiante o projeto de desbravar o mercado do hip hop, do funk e da black music, mostrando que não tinha violência e que se podia fazer festa em qualquer lugar.

“A Black Bom Bom é a bandeira número 1 de São Paulo a desbravar o mercado do hip hop, do funk, da black music, e falar que não tinha violência, que podíamos fazer festa em qualquer lugar”.

 

Passado tanto tempo, hoje é possível desenhar um momento totalmente diferente para a cena, que ocupou espaços antes inimagináveis com festas sendo realizadas em grandes boates, em praças públicas ou casas de show em toda SP. Apesar de “velhinha”, como frisa Flavinho no vídeo lendário que compartilhamos aqui com vocês, continua a ser o templo dos jovens da periferia ou do centro que fazem do #lotadão da Vila a #casa monstro da black music do Brasil.

Um salve a Marcelo Bauer pela dedicação e por nos receber sempre tão bem.

#Vem que tem.

 

1

Antologia das # do #lotadão da vila ou da #casa monstra da música black

 Reunimos as melhores hashtags do instagram, qual é a sua? 

#blackbombom ta uva mlk

#bbb com os parça

#pelo dim na missão preenchendo os espaços da vitória das guerras cada momento impera vielas platéias o mundo nos espera

                                                                            #manobrown convida

#paizão                                                                       #ZE

#preto tipo A                                  #ducorre

                                                                     #vilafundao                 

#zn                                                 #pra cima                              #cheguei no pistão

                                                                                                                                                                                        #contra nós ninguém será     #e noix

#segue o treco pra curtir black do bom                          #pretinho do poder

          #favela do moinho                                                                           #nego drama

                           #mariguella

#vila madá         # os insanos                #meajudaaeooooooo

#PraNaoTerXerox    #OPaiTaMal        #vemnovinha

#us fora da lei  #kd 1 no seu    #herois urbanos

#daquele jeito #meus canalhas #raxaria
#excorregaaaaaa                                    #os mulekes zick track memo tiu no black bom bom
 3
Conecte-se no Facebook

Comments

comments