PRECISAMOS FALAR DE NÓS

2015

A nossa capacidade de sonhar está complemente ligada a nossa capacidade de imaginar.

É a nossa capacidade de imaginar que nos leva a projetar e criar novos mundos e realidades.

Tudo o que você está vendo e lendo agora é então fruto da sua imaginação.

 

Uma imaginação coletiva que conectada em rede e em busca de transformação, começa a entender que o processo de criação é um espaço de decisão, de escolha e de poder e que é através dele que criamos significados simbólicos que dão sentido ao mundo.

No passear interativo e expressivo nesse espaço-tempo, somos capazes de não somente projetar solidariedades e belezas, como também promover micro-revoluções, descolonizar o pensamento e hackear o olhar de quem nos olha. E como seria exercitar a potência criativa tendo como inspiração a cultura afro-brasileira e seus trânsitos com as culturas negras espalhadas pelo mundo? Como criar exercícios em direção a liberdade que através da nossa ancestralidade e em diálogo com tecnologias, criarão novas memórias que narrarão hoje quem seremos no futuro do amanhã?

AfroTranscendence é fruto dessas inquietações, um desejo construído a uma velocidade-luz. Imersos durante 3 dias no Red Bull Station, poderemos nos encontrar, questionar, sacudir, experienciar, recombinar, superar, Transcender.

 

Somos o que sua imaginação criou a partir do que juntos conquistamos: a capacidade de sonhar, imaginar e fazer AfroTranscendence
agora existir.

Mentores

Selecionados Imersão

  • Alessandra Regina Gama
  • Aline de Souza Motta
  • Aryani de Almeida Marciano
  • Cristiana Fernandes de Souza
  • Dalton Oliveira de Paula
  • Domitila de Paulo Pacheco
  • Elisa Marta de Sena
  • Elitom Tadeu de Jesus
  • Fernando Carmo da Silva
  • Hércules Laino de Olivera
  • Ivan Monteiro Feitosa
  • Luara Pereira Monteiro
  • Lucas dos Santos Pereira
  • Maitê de Oliveira Freitas
  • Mariela da Silva Santiago Laban
  • Neomisia Moraes Silvestre
  • Raphael de Jesus Fidelis
  • Renata Cilene Martins
  • Rodrigo Tales Santana Bueno
  • Safira Moreira dos Santos
  • Tenka Dara Pinho

Tudo o que será dito agora é fruto da sua imaginação.

Uma imaginação coletiva que impulsiona uma ação, um fazer.

Agir, imaginar, sonhar, desenhar.
São marcas da pele soltas em um globo que partilha memórias, imagens, desejos.
Esse corpo que treme, vibra de afeto, constrói mundos e movimenta-se em busca de transformação.

O que se delineia através do encontro de um povo que tem como legado a separação?

AfroTranscendence é ponte, rota, percurso, caminho.

Movimento.

Um movimento criado por uma multidão que agora se desloca.
Em rede, conectamos os fios. Velocidade-luz. 
Somos rito de passagem, comunidade de sentimento. Energia criativa que brilha, vibra e hackeia o olhar de quem nos olha: um dispositivo descolonizador do pensamento.

Um emaranhado crespo que muito além da representação é um corpo político, um projeto social em curso.

Performance.

AfroTranscendence não é hipótese, é efeito. É quem está no meio, produzindo sentido ao ocupar-se de uma fala sem interlocutor.
Sermos auto-falantes. Ouvir a língua do outro é se colocar em relação.
Agora, chegamos a outra margem do rio e daqui só temos uma orientação: movimentar-se como a água, pois uma gota acaba de cair.

AfroTranscendence é Criação. Re-Invenção de um espaço-tempo, de uma fratura e de um lugar que não se preocupa em se fazer resultado. Somos um abraço sem nada para entregar nas mãos.

Transcriação.

Gente-encruzilhada.

Não é um grito épico contra uma ameaça. É um minuto de suspiro, um passo que vem depois. Ele não se faz dor mas potência. Manifesta a ancestralidade, põe em diálogo tecnologias e cria novas memórias que narram hoje o que seremos no futuro. Um futuro por vir.
A imaginação operando transformações. O processo criativo como espaço de poder, de decisão e de escolha.

Exercícios em direção a liberdade. Um passear intensivo e expressivo no encantado, onde é possível inclusive questionar, sacudir, cheirar, sentir, recombinar, mudar as coisas do lugar, pensar o imprevisível, superar, ir além.

Transcender.

Transcendence.

Somos o que sua imaginação criou fruto do que juntos conquistamos: a capacidade de sonhar, imaginar e fazer ele agora existir.

 

 

Ficha Técnica:

Curadoria e Direção Criativa: Diane Lima
Equipe de Criação: Nando Cordeiro e Mahal Pita
Assistente de Produção: Hana Negreiros
Articulação Internacional: Juliana Luna
Fotografia/Registro: Alile Dara Onawale
Modelo: Loo Nascimento em foto de Yasmin Thayná

Websérie AfroTranscendence
Direção: Yasmin Thayná
Roteiro: Diane Lima e Yasmin Thayná
Direção de fotografia: Raphael Medeiros
Produção: Hana Negreiros
Som Direto: Avelino Regicida

Agradecimentos: Nando Cordeiro, Mahal Pita, Tarcisio Almeida, Yasmin Thayná, Juliana Luna, Mayra Fonseca, Thiago de Paula, Gerardo Carucci, Moisés Patrício, Ismael Fagundes, Flávio Pires, Safira Moreira, Loo Nascimento, Camila Melo, Martin Giraldo, Fernando Velazquez, Gabriela Pacheco, Monica Gambarotto e todos que colaboraram de alguma maneira.

DIA 08.10, QUINTA-FEIRA

VISITA AO MUSEU AFRO [IMERSOS]

08h
Boas-vindas aos Imersos

09h30 às 11h
Adentro: Cartografando Imagens, Revisitando Memórias – criando novas narrativas e linguagens através do acervo do Museu Afro Brasil – Diane Lima e Mayra Fonseca com participação do artista Sidney Amaral

 

PAINEL [ABERTO AO PÚBLICO]
DESCENDER PARA TRANSCENDER: CULTURA AFRO-BRASILEIRA NA DIÁSPORA WI-FI

13h30 às 14h
Abertura

14h às 15h
Palestra 1 –Raquel Trindade com participação de Marcelo Tomé

15h às 16h
Palestra 2 – Mestre TC

16h às 17h
Palestra 3 – Goli Guerreiro

 

LABORATÓRIO [IMERSOS]

17h às 20h
Adentro – Workshop Red Bull Station – Diane Lima e Mayra Fonseca

 

EXIBIÇÃO COMENTADA [ABERTO AO PÚBLICO]

20h
Corpo viajante, movimentos migratórios e aproximações culturais com a América Latina – Exibição comentada de filmes com o cineasta Vincent Moon

DIA 09.10, SEXTA-FEIRA

PAINEL [ABERTO AO PÚBLICO]
A MEMÓRIA DA CRIAÇÃO: PANORAMA PARA PRÁTICAS DE REINVENÇÃO NO CONTEMPORÂNEO

11h às 11h30
Abertura

11h30 às 13h
Palestra 1 – Salloma Salomão

14h às 15h30
Palestra 2 – Paulo Nazareth

 

EXPERIÊNCIAS [IMERSOS]

16h às 19h
Saída de emergência: investigação-ação sobre o território e a internalização do controle social com a participação do acervo dos coletivos paulistanos Frente 3 de Fevereiro e Política do Impossível – Daniel Lima

20h às 21h
Metabolismo Afro-simbólico – Imersão #01: uma obra-vivência coletiva apoiada na manipulação dos sentidos e das sensações – Moisés Patrício

DIA 10.10, SÁBADO

PAINEL [ABERTO AO PÚBLICO]
PROCESSO CRIATIVO COMO ESPAÇO DE PODER/POTÊNCIA: ATIVISMO, ANCESTRALIDADE E REDE

11h às 11h30
Abertura

11h30 às 13h
Palestra 1 – Mãe Beth de Oxum

14h às 15h
Palestra 2 – Ezio Rosa (Bicha Nagô)

 

EXIBIÇÃO COMENTADA [ABERTO AO PÚBLICO]

15h às 16h
Exibição do Filme Kbela: uma experiência audio-visual sobre ser mulher e tornar-se negra, seguida de conversa com a diretora Yasmin Thayná

 

LABORATÓRIO [IMERSOS]

16h30 às 19h30
Tecnologia das pontas: cultura, afeto e novas mídias – Ricardo Brazileiro

 

EXPERIÊNCIA [IMERSOS]

20h às 21h
Uma Performance Contada uma Palestra Cantada: processo criativo na música – Tiganá Santana

21h
Ajeum da Diáspora: A comida como espaço do encontro e da troca de conhecimento – Angélica Moreira