AfroTranscendence é um programa de imersão em processos criativos para promover a cultura afro-brasileira contemporânea.

26 a 29 out. 2016
Red Bull Station – SP

Chegamos. Passada a tormenta, sal curtindo a pele

Bebo um litro de alfazema

E flutuo trazendo uma forma de nos fazer de novo sopro de vida.

 

Olhe e se veja.

 

Não somos nós ato de criação?

 

Desenho a minha existência todos os dias. O meu contorno é o oceano.

E é no silêncio da tua imensidão, no axé da palavra, que te batizo Corpo-tempo.

Aquele que entre o ontem e o amanhã, guarda e revitaliza.

Trans-cria, Transcende.

 

Chamando gente-encruzilhada, ressignifico.

Elemento vital do que manifesto:

É hora de esculpir os gestos

Engravidar de vozes

Emparelhar os tempos

Ser língua e linguagem

Oração

Animar o desejo e ser passagem para alguém

Explodir as arquiteturas

Expandir sua arte

Performar o belo

Ser Trans

 

Sendo rito,

Sendo traço,

Sendo rio

Luz, tecnologia, resistência

Canto, imagem, comunicação

 

Mergulho em ti, corpo-arquivo

E faço das tuas memórias caminho

Da minha nova criação.

O que é

AfroTranscendence é um programa gratuito de imersão em processos criativos para promover a cultura criativa afro-brasileira contemporânea. Chegando na sua segunda edição, vai acontecer de 26 a 29 de outubro de 2016 no Red Bull Station, centro de São Paulo reunindo como mentores diversos especialistas, artistas e pesquisadores que se juntarão a 20 selecionados de uma chamada aberta. O objetivo é estimular a troca de conhecimento entre pessoas vindas das mais diferentes práticas artísticas e formas de expressão incentivando-as a criar novas conexões, possibilidades e olhares em seus processos de criação tendo como inspiração a união entre saberes tradicionais e contemporâneos das culturas negras espalhadas pelo mundo.

Como participar

É possível participar do AfroTranscendence de duas maneiras:

 

  1. inscrevendo-se no processo de seleção que vai contemplar até 20 pessoas de todo o Brasil que irão participar durante os 4 dias de todas as atividades do programa;

  2. ou participando das atividades abertas como as palestras e apresentações.

Podem se inscrever pessoas vindas das mais diferentes práticas artísticas ou manifestações tradicionais que estejam pesquisando a cultura afro-brasileira e seus trânsitos como forma de performar o conhecimento, gerar um pensamento crítico e experimentar novas possibilidades estéticas.

Todas as atividades são gratuitas.

Confira o regulamento e para as atividades abertas, aguarde a programação final.

 

A imersão

A imersão irá proporcionar para os 20 selecionados durante os 4 dias um programa intensivo e gratuito de atividades compostas por palestras, workshops, performances, mostras e apresentações.

 

Sendo um espaço-tempo de aprendizado coletivo interdisciplinar, conta com três painéis temáticos: Descender para Transcender: descolonizando o conhecimento; A memória da criação: panorama para práticas de reinvenção no contemporâneo e Estética Negra: pesquisa e processos sincréticos. 

Nossa crença em que é o conhecimento ancestral aquele capaz de atualizar o nosso presente entendendo o ato de criação como dispositivo de ressignificação, expressão e resistência em que a arte se manifesta como uma constante prática de vida.

 

AfroTrans

Cruzando esses painéis que servem como arquivo, base de pesquisa e referência, vai acontecer este ano o laboratório de criação AfroTrans que propõe exercitar coletivamente, a criação de uma experiência expandida entre todas as linguagens artísticas tendo como suporte a memória, a palavra, o corpo, o som, a imagem e a tecnologia.

Nos quatro dias desse laboratório participarão com as seguintes abordagens, os mentores:

Diane Lima – Pesquisa, métodos e processos artísticos contemporâneos;

Benjamin Abras – Memória, corporeidades e ressonâncias; 

Mahal Pita – Experimentações sonoros e transfigurações digitais;

Vj Vigas – Performances audiovisuais, tecnologias e linguagens expandidas

Um convite a uma investigação narrativa inspirada na própria forma como se manifesta a cosmovisão-estética negra: sincrética, assimétrica, dialógica e transcendental.

Selecionados Imersão

  • Alberto Pereira
  • Ana Claudia de Almeida
  • Danilo Albert Ambrosio – Rincon Sapiência
  • Ducineia Cardoso – Nega Duda
  • Gabriel Vitorino Brasileiro
  • Gabriela Guerra de Almeida
  • Janaina Barros Silva Viana
  • Jarid Arraes
  • Josyara Gonçalves da Silva Lelis
  • Juliana de Lima Barros
  • Kim Cavalcante
  • Luana Roberta Gonçalves
  • Marcos Aganju
  • Mariana de Matos
  • Marina Janini Costa
  • Mario Lopes Vieira da Silva
  • Nara Lucia da Silva Couto
  • Rafael Henrique da Silva Ribeiro
  • Tainá Lima Nascimento – Criola
  • Vinícius Terra Nova
  • Wagner Leite Viana
  • Winny Rocha

Programação

AS ATIVIDADES MARCADAS COMO “APENAS IMERSOS” SERÃO RESTRITAS AOS SELECIONADOS DO PROGRAMA DE IMERSÃO. AS DEMAIS SERÃO ABERTAS AO PÚBLICO SEM NECESSIDADE DE INSCRIÇÃO MAS COM CAPACIDADE LIMITADA A LOTAÇÃO DO ESPAÇO.

DIA 26.10, QUARTA-FEIRA

Laboratório AfroTrans [IMERSOS]
Diane Lima – Pesquisa, métodos e processos artísticos contemporâneos;
Benjamin Abras – Memória, corporeidades e ressonâncias;
Mahal Pita – Experimentações sonoros e transfigurações digitais;
Vj Vigas – Performances audiovisuais, tecnologias e linguagens expandidas

09h
Boas-vindas aos Imersos e apresentações

 13h
A comida como espaço do encontro e da troca de conhecimento

14h30 Experiência
Memória, corporeidades e ressonâncias com Benjamin Abras

17h Diálogos
Escavando saberes: arqueologia, pesquisa e patrimônio com Paty Marinho

Canjerê patrimonial: as dimensões (i)materiais do simbólico com Alê Gama

DIA 27.10, QUINTA-FEIRA

PAINEL [ABERTO AO PÚBLICO]
DESCENDER PARA TRANSCENDER: DESCOLONIZANDO O CONHECIMENTO

11h às 11h30
Abertura

11h30 às 13h
Palestra 1 – Makota Valdina Pinto

14h30 às 16h
Palestra 2 – Ayrson Heráclito

17h
LABORATÓRIO AFROTRANS [IMERSOS]

DIA 28.10, SEXTA-FEIRA

09h
LABORATÓRIO AFROTRANS [IMERSOS]
PAINEL [ABERTO AO PÚBLICO]
A MEMÓRIA DA CRIAÇÃO: PANORAMA PARA PRÁTICAS DE REINVENÇÃO NO CONTEMPORÂNEO

14h30 às 16h
Palestra 1 – Fernanda Júlia

16h às 17h30
Palestra 2 – Jaime Lauriano

20h
Videoconferência – Grada Kilomba

DIA 29.10, SÁBADO

09h
LABORATÓRIO AFROTRANS [IMERSOS]
PAINEL [ABERTA AO PÚBLICO]
A ESTÉTICA NEGRA: PESQUISA E PROCESSOS SINCRÉTICOS

14h30
Palestra – Nego Bispo

16h
Mostra Festival de Cinema Africano do Vale do Silício: exibição de 5 curtas seguido de conversa com Chike C. Nwoffiah e  Yasmin Thayná

 18h30
Uma performance contada, um palestra cantada
Mahal Pita + Lançamento vinil AfricaDeus de Naná Vasconcelos

 20h
Apresentação coletiva – Laboratório AfroTrans

Mentores

AfroTranscendence 2015

COMPARTILHE AFROTRANSCENDENCE

Para acompanhar as novidades do Afrotranscendence
curta a página do NoBrasil
 

Dúvidas e Sugestões